fechar menu fechar menu

Quem não tem neve… faz rollerski!



A CBDN (Confederação Brasileira de Desportos na Neve) realizará nos dias 14 e 15 de Maio, no Parque Eco – Esportivo Damha, em São Carlos – SP, a III Clínica de Rollerski, um treinamento utilizado pelas grandes equipes de Cross Country e Biathlon (esqui cross country com tiro esportivo) do mundo durante o verão. Como não temos neve por aqui no momento, os atletas suas condições técnicas e físicas através da prática desta modalidade. O evento busca a integração desses profissionais e admiradores do esporte, além da busca de novos talentos da modalidade.

A III Clínica de Rollerski conta com a instrução de representantes brasileiros que competiram no último Mundial de Esqui Cross Country que aconteceu entre fevereiro e março deste ano na Noruega como: Leandro Ribela, Mirlene Picin e Leandro Lutz.

O preparador da equipe, Roberto Carnevale, também estará presente no evento e abordará temas sobre preparação física e periodização no treinamento para as duas modalidades praticadas na neve e adaptação ao asfalto.

Para aqueles interessado e que ainda não tem equipamento próprio, a CBDN disponibilizará rollerskis, botas e bastões, dependendo da disponibilidade de tamanho. Os interessados deverão confirmar presença até dia 30 de abril, com seu número de calçado e altura. As vagas são limitadas e as inscrições são gratuitas através do email: depto_tecnico@cbdn.org.br

Filiada ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB), à Federação Internacional de Esqui (FIS) e à União Internacional de Biathlon (IBU), a CBDN é a entidade nacional de administração dos esportes de neve no Brasil.Hoje, conta com as modalidades olímpicas de Snowboard, Ski Cross Country, Biathlon, Freestyle e Esqui Alpino, além de promover o Rollerski, o Biathlon de Verão e o Esqui na Grama.

Via São Carlos Agora

É errando que se aprende!

Aprender manobras novas nem sempre é tão fácil quanto parece, nem mesmo para atletas do calibre de Shaun White! Em sua missão para aprender novos truques antes das Olimpíadas, ele caiu feio várias vezes… mas o “tomate voador” não desistiu do duplo McTwist 126, treinou bastante…

…e acabou levando a melhor na final dos X-Games de inverno e o ouro nas Olimpíadas de Vancouver!


O cara é bom demais mesmo, né?

Anime-se: sua vida está prestes a mudar para sempre!!

Hoje almocei com uma amiga que esquiou pela primeira este ano, ela foi me contando: “foi muito mais fácil do que eu imaginava, nunca levei muito jeito com esportes, mas na neve foi diferente, tu te sente livre, os movimentos fluem…”
Então resolvi dedicar um post hoje para quem nunca esquiou. Aí encontrei no site da Burton uma sessão especial para iniciantes.


Ali além de encontrar as escolas e lojas de ski/snow pelo mundo, informam sobre parques para crianças, classes só de mulheres e o mais legal: eles dão várias dicas para que o primeiro dia no esporte seja só de diversão e superação. Vamos a algumas delas:

1 – Acordando: Levante e fique animado: sua vida está prestes a mudar!


2 – Combustível: Tome um café da manhã leve com muitos líquidos para manter sua energia.


3 – H2O: Continue bebendo água. Você pode não estar suando, mas o tempo frio desidrata rápidamente.


4 – Alongamento: Você usará músculos que nem sabe que tem, então alongue todo o corpo!


5 – Relaxe: É snowboard (ou ski), não uma auditoria da Receita Federal. Esteja pronto para se divertir e aprender algo novo!


É isso aí, agora é só partir pro abraço!!

Para esquiar bem…

Você está sentado na cadeirinha, feliz, olhando para todos os lados , recebendo aquele montão de informações – aliás, lindas informações – e… záz, passa bem embaixo um camarada esquiando pacas.

Ski ou snowboard, não importa : o cara anda bem, a posição de cada pedaço do corpo está correta , e isso faz com que não se escute quase nenhum ruído à sua passagem, seu rastro é uma linha fina e contínua.

Aí você deseja, ardentemente ( bota arder nisso ) , conseguir andar daquela forma, para sentir a mesma óbvia segurança e o mesmo escandaloso prazer que o cara deve estar sentindo naquele bat-momento.

Brother, só tem um jeito, e está baseado naquela célebre frase do Einstein , que fala que o “Sucesso só vem antes do Trabalho no… dicionário”.

Lá vai :

> preparação física : tem que estar na ponta dos cascos. Muito tudo.
> aula : tem que fazer aula, não tem jeito. Alguém precisa ensinar, corrigir e
melhorar suas posturas.
> treinamento : tem que treinar. Esquiar muito, não ter medo de fazer o que
deve ser feito, seguir as instruções.

> filmes : há pilhas de dvd’s sobre técnica de ski e de snowboard, também
encontráveis no youtube. Olhe muito, com frequencia, absorva as imagens
dos movimentos corretos, isso ajuda pacas.
> equipamento : a qualidade do equipamento é fundamental para conseguir
andar bem, assim …

That’s it !
Como dizem os hermanos, gogogo, move your ass e … manda ver nas pistas !

Escadas

Pois é, ninguém gosta de escadas.

Até as escadas-rolantes, tão chiques, são olhadas com certa desconfiança pela maioria das pessoas, fica sempre aquele ar de “ bah, essa naba vai acabar engolindo o meu pé “.

Os restaurantes que tem escadas na frente… quebram, sempre.

Escada só dá sucesso em pagamento de promessa – normalmente, lá no Rio de Janeiro, na Igreja da Penha. Fora isso, ela fica esquecida, atrás das portas contra incendio dos edifícios, e ao lado de rampas lotadas de usuários felizes.

Mas… para esquiadores e snowboarders, as escadas são um santo aliado. O uso constante de escadas faz uma enorme diferença no tônus de n+ y músculos envolvidos nestes esportes, e isso faz muita diferença na hora de descer, podem ter total certeza.

Usem muita – MUITA – escada !

Já ví, várias vezes, equipes olímpicas subindo e descendo, em grupo, as escadas dos resorts de neve como parte integrante de seu treinamento duríssimo para enfrentar curvas com vários G’s de força centrífuga atuando diretamente em suas pernas. Tinham todo o tipo de aparelho para usar em seus treinos, mas estavam sempre lá, nas escadas.

Assim…
Experimentem, deixem de preguiça : 1 semaninha de escada, adeus elevador de casa, ou do escritório, ou melhor… ambos.

E, depois de uma semana, sintam a grande diferença de sensação nas pernas, uma certa, mmm, maior segurança nas articulações, e em cada pisada. Vai valer a pena, abandone suas dúvidas.
De quebra, ainda terá a satisfação de ver o cônjuge elogiando suas coxas , agora em nova embalagem !

Deal ?

GINÁSTICA PARA ESQUIADORES

Esquiadores e snowboarders, preparem seus corpinhos.

Como vocês sabem ou imaginam, há uma série de exercícios específicos
para a prática destes dois esportes ; irão atuar em músculos que são
exigidos de forma mais intensa durante as descidas, e com isso o seu
desempenho na montanha tende a melhorar sensivelmente!

A seguir, uma sugestão de um programa específico para SKI, simples e
banal, mas… para quem não faz ginástica regularmente, irá fazer uma
enorme diferença na famosa Hora H.

Imprima, e cole na porta do banheiro ( sim, dá prá fazer tudo no banheiro ) e boa viagem!

- PANTURRILHA
Impulsione uma perna para a frente.
Jogue seu corpo sobre o quadril da perna da frente, esticando a outra perna para trás (até sentir uma “fisgada”).
Segure por um tempo.
Em seguida, leve o joelho da perna de trás em direção ao solo.
Segure por um tempo também.
Agora, faça tudo de novo mas com a outra perna!

- POSTERIOR DA COXA
Apoie uma das pernas sobre um banco.
Estique a perna apoiada até sentir alongar o músculo (não esqueça de manter a coluna ereta).
Se incline em direção do seu pé até sentir uma boa alongada.
Segure por um tempo.
Depois é só fazer de novo com a outra perna.

- QUADRÍCEPS

Primeiro, encontre algum lugar para se apoiar.
Mantenha uma perna fixa no chão, e puxe a outra pelo tornozelo.
Ajeite seu tornozelo para que sinta alongar na parte frontal da coxa.
Segure por 05 segundos.
Relaxe.
E troque de perna!

- ADUTOR DA COXA
Com as pernas separadas, vire um dos pés para “fora” .
Incline o joelho até sentir a “fisgada” na outra perna (para aumentar ou diminuir a intensidade da pressão, mova lateralmente seu corpo) .
Segure assim por um tempo.
Relaxe.
E vá pra outra (perna)!

- TRÍCEPS
Estique uma mão por trás da sua cabeça e segure-a com a outra mão.
Caso não consiga puxar pela mão, puxe seu cotovelo.
Puxe-a/o em direção do seu ombro.
Segure um pouco.
E troque de braço.

- STEP
Utilize alguma escada (não as de parede!).
Suba um degrau.
Dessa um degrau.
Suba um degrau.
Dessa um degrau .
Suba um …
Dessa …
Ah, e não esqueça de sair para caminhar eventualmente (carros poluem).


- EQUILÍBRIO

Se mantenha sobre uma perna (com o tornozelo levemente inclinado).
Procure manter o equilíbrio.
Feche um olho.
Segure por 30 segundos.
E repita com a outra perna!
Ah, uma dica, se segure em algo até que se torne um expert!

AULA NELES!

Ver alguém de ótimo nível técnico descendo uma pista – ski ou snowboard – é sempre algo especial para quem gosta destes esportes. Aliás, para quem gosta de qualquer esporte, o que justifica o sucesso dos filmes de montanha nos canais de esporte .
Uma das características mais marcantes nos bons esquiadores e snowboarders, é que, ao fazer as curvas, praticamente não deixam marcas na montanha. Seus movimentos são fluidos, e ao aplicarem a pressão correta nos cantos, no momento certo, de forma progressiva antes-durante-depois, não oferecem resistência ao piso – após sua passagem, fica apenas o corte dos cantos. Isso proporciona todo o tipo de vantagens para o vivente, é claro… Mas estamos pensando nos… outros !
Sempre que alguém pega sua prancha de snowboard e, sem saber direito, resolve descer uma pista, termina usando o conhecido “sistema-patrola” – escorrega, sem curvas, por toda a montanha , arrastando consigo toneladas de neve e estragando a pista para todos os outros. Quando cansa, se joga no chão, troca a base, e recomeça a destruição. Quando chega embaixo, conta prá todo mundo que “desceu a pista X”.
Não desceu não, só incomodou todo mundo e estragou a pista.
Assim, a dica de hoje é: faça aulas.
Aprenda o que fazer, como fazer melhor , como apurar seu estilo.
Já sabe bastante ?
Vá saber mais, buscando o fino…

Enfim, corra atrás daquelas curvas sem marcas e sem ruído, suprema sensação do esporte – quando isso acontece, irmão, é que o corpo ali em cima sabe tudo o que está fazendo.
E não destrua mais a pista dos outros , por Odin !

Beto Valle