fechar menu fechar menu

FAM TOUR CLUB MED TIGNES VAL CLARET E VAL THORENS

Tignes Val Claret

Depois de alguns dias em Val d´Isère foi a vez de conhecermos o Village de Tignes Val Claret que fica um pouco mais alto do que Val D’Isère. São 2100 metros de altitude. Também pode ser acessado por Bourg St Maurice de trem.

O Village também tem uma decoração característica do Club Med, é bem animado e muito alto astral. Tem o mesmo esquema de restaurantes, spa, piscina, além de ser um Village super familiar oferecendo monitoramento para crianças.

Village de Tignes Val Claret

Village de Tignes Val Claret

Os quartos do Village em geral são muito bons. Os quartos Club são muito amplos. Tem quartos que comportam até 7 pessoas , ideais para famílias.

Quarto para família em Tinges Val Claret

Quarto para família em Tinges Val Claret

Faz parte do mesmo domínio esquiável de Val D’Isere (Espace Killy), o passe de ski é integrado. As pistas são excelentes e tem sol até às 18h, é mais quente, mais claro e consequentemente uma energia e astral melhores. Em abril ainda tem ótima qualidade de neve.  E ainda tem um aprés-s ski super animado com festa da espuma em plena montanha!

Après Ski animado em Tinges Val Claret

Après Ski animado em Tinges Val Claret

Tem um vilarejo próximo, mas nada muito concentrado, tem um cinema, alguma coisinha e outra mas não tem grandes opções de comércio muito perto.

Vilarejo de Tignse Val Claret

Vilarejo de Tignse Val Claret

Val Thorens

O último Village que conheci foi o de Val Thorens, que é acessado de trem por Moutiers mais uns 40min de transfer.

Village de Val Thorens

Village de Val Thorens

O Village foi recentemente reformado, possui uma decoração de muito bom gosto e mais clean. Não tem muito cara de montanha, alguns podem achar que sai um pouco do contexto, mas pra quem  gosta de um ar mais moderno vai curtir.

O reformado e moderno village de Val Thorens

O reformado e moderno village de Val Thorens

Os quartos categoria Club são amplos e confortáveis. Não há o espaço 5 tridentes nesse Village (e nem precisa) e também não tem piscina, mas tem um ofurô particular pago à parte, em spa, academia, ótimos restaurantes e uma parede de escalada indoor super diferente!

Parede de escalada interna no village de Val Thorens

Parede de escalada interna no village de Val Thorens

Os restaurantes tem horários flexíveis pra quem quer esquiar muito e não quer se preocupar em voltar pro village pra não perder a hora do almoço ou pra quem quer dormir até mais tarde. É possível tomar café da manhã as 11h e almoçar as 15h por exemplo.

As inscrições nas aulas são feitas em tablets enquanto que em Val D’Isere por exemplo é feita preenchendo um papelzinho. O Easy Arrive é sistema já em funcionamento que facilita as inscrições nas aulas. Você já se inscreve antes da viagem, informa peso e altura e quando chega no Village não precisa passar no Ski Service pra pegar o equipamento pois já estará no seu armário tudo certinho. O cartão que abre o quarto é o mesmo que abre o armário pra guardar o equipamento, o que é muito mais prático.

Equipamentos de Ski

Equipamentos de Ski

É um Village com foco no digital, as TVs nos quartos e espalhadas pelas demais instalações exibem a programação do Village, mapas das pistas e informações sobre clima. a TV é programada para ligar sozinha pela manhã e conta com mais de 50 filmes atuais em diferentes idiomas, além de programação de tv a cabo normal.

Tem um  público grande de brasileiros e uma quantidade grande de GO’s poliglotas (15 idiomas falados ao todo). Eles tem o foco no público internacional, são somente 25% de hospedes franceses e o Chefe de Village é brasileiro, o que dá uma cara ainda mais bacana para o local, tem festas animadas e alto astral.

GO´s animando o resort de Val Thorens

GO´s animando o resort de Val Thorens

Embora seja um Village com perfil adulto é frequentado por famílias com crianças. Não tem monitoramento porque não é interesse do Village atrair famílias, mas estão com projetos de adaptação melhor para famílias já  que é um público que procura o Village mesmo assim.

Ótima qualidade de neve mesmo em abril, todas as pistas estavam abertas quando fui e o Village ficou aberto até a primeira semana de maio.

A montanha em Val Thorens

A montanha em Val Thorens

O passe é integrado para três montanhas: Corchevel, Meribel e Val  Thorens (Les 3 Valles). As pistas largas, tem uma gôndola na porta do Village, ele é bem ski/in out – a pista que desce é azul então pra descer já tem que saber esquiar. Para os iniciantes é só caminhar um pouquinho, não precisa pegar ônibus.

Ski e Diversão

Ski e Diversão

Faz-se tudo a pé, não precisa pegar ônibus pra ir na vila. É um vilarejo pequeno mascom várias lojinhas, supermercados, centro comercial, lojas de aluguel e venda de roupas e equipamentos por um preço razoável (comprar roupas no Village é caríssimo). Há ótimas opções de restaurantes de chefes renomados na cidade.

Mercadinho de Val Thorens

Mercadinho de Val Thorens

O local atrai muitos jovens por ter pubs e baladas fortes como a Malasya que  é a melhor balada de neve subterrânea e a La Folie Dulce na montanha, onde só dá pra chegar esquiando (pista azul), tem uma menor também  em Val D’Isere.

La Folie Douce

La Folie Douce

A viagem foi incrível e os Villages do Club Med e a estrutura das montanhas são sem dúvida incomparáveis.

Por Letícia Couto

Snowland: neve o ano todo!

Foi inaugurado o Snowland, primeiro parque de neve indoor das Américas, que pode ser considerado maior do que a de Dubai, atual referência mundial no segmento. Snowland, uma pista artificial que promete neve o ano inteiro, teve festa de lançamento no dia 25 de outubro, com direito a tour pela estrutura e apresentação de patinadores de gelo, na cidade de Gramado que fica a 2 horas da capital gaúcha, Porto Alegre. 

 O empreendimento que soma R$ 60 milhões e 16 mil m² deve acrescentar cerca de 5% no PIB anual da cidade. Sua criação representa o maior investimento privado no turismo da região das Hortênsias, com capacidade para 3000 pessoas. 


“Estamos recebendo, hoje (25/10), o maior investimento da história da serra gaúcha. A região, que tem crescido de forma significante, nesta noite ganha mais um presente. Agradeço a todo o investimento e sei que a partir de agora uma nova era começa em Gramado. Acredito que Snowland traz um novo público para a cidade”, destacou o vice-prefeito da cidade, Luis Barbacov.


O sistema da infraestrutura que produzirá a neve foi trazido da Europa e é o mais testado no mundo. Extremamente seguro, ele transfere o frio de forma indireta, não expondo o visitante a nenhum gás, como, por exemplo, o nitrogênio líquido. No total, serão mais de 8,1 mil metros quadrados dedicados ao frio, com mais de 30 atividades recreativas. 


Entre as muitas atrações que terá estão a primeira pista de esqui e snowboard indoor das Américas, além de uma Escola de Esqui e Snowboard para pessoas de todas as idades. Haverá também local para caminhadas na neve e exploração à montanha nevada. Quem busca lazer poderá usufruir de tobogãs, da pista de patinação, participar de jogos com bolinhas de neve e se divertir aprendendo a construir um iglu ou decorar seu próprio boneco de neve.

  


Snowland oferece aos visitantes a oportunidade de praticar e se divertir com Airboard, Toboganing, Esquibunda, Esqui, SnowPlay, Snowboard,  Tubing, Pista de Patinação e andar em meio a Animais Mecatrônicos. Além disso possui um Vilarejo Alpino para os visitantes passear e fazer compras no local.


Em gastronomia oferece o Avalanche Bar para curtir um happy hour, um Restaurante À La Carte e o SnowBuffet para self-service e uma refeição mais rápida. 


Confira de perto a Snowland de Gramado e divirta-se na neve! Você encontrará atrações para todas as idades.

Quem sabe seja sua primeira experiência de muitas na neve!

Um “Jardin Escondido” em pleno Palermo, Buenos Aires

Que Palermo é um dos bairro mais hips de Buenos Aires todo mundo já deve saber, agora o que nem todo mundo sabe é de um hotel pra lá de exclusivo no meio de Palermo Soho, um hotel super diferenciado entre tantos hotéis boutiques que brotam em cada canto do grande bairro de Palermo e suas subdivisões: o Jardin Escondido, hotel membro da BE (Bourbon Exclusive – uma coleção única de hotéis singulares com personalidades distintas).

O Jardin Escondido é um reduto de bom gosto e tranquilidade em meio ao agito da capital portenha! 


O hotel faz parte da rede de empreendimentos de, ninguém menos que, Francis Coppola, o consagrado cineasta, que inclusive viveu com sua família durante 3 anos nessa mesma casa que hoje eles transformaram nesse aconchegante e estiloso hotel. O hotel traz consigo registros que podem ser vivenciados pelos hóspedes de quando Coppola morava no local enquanto gravava o filme Tetro.

A decoração é feita pelo próprio Francis Coppola e sua esposa Eleanor.


O hotel Jardin Escondido pode ser utilizado das mais variadas formas já que famílias podem reservar o hotel inteiro só para elas, são um total de 7 quartos…


…ou casais que buscam um pouco de sossego em meio ao agito do bairro… ou amigos, por que não?



O Hotel possui sala de reuniões, um centro de entretenimento com TV de tela plana, coleção de clássicos do cinema (não poderia faltar, não é mesmo?), sommelier sempre ao seu dispor, Illy caffe…. 
                            

… e uma incrível adega de vinhos para completar o charme do reduto.

O hotel conta com três níveis de jardins, piscina, cozinha ao ar livre, churrasqueira, biblioteca e um lindo terraço rodeado por plantas de todos os tipos.



O sommelier é Nigel Tollerman que mantem-se sempre disponível aos hóspedes, seja para auxiliar na escolha de um vinho para um jantar, uma degustação de vinhos, escolha de presentes do gênero para levar para amigos e família, etc. Esse enfoque no vinho é influenciado pelo próprio Francis Coppola que possui a sua própria vinícola.



O Jardin Escondido busca complementar a estadia de seus hóspedes e criar valor personalizando a experiência no hotel com a sua adega que é composta por uma seleção de vinhos raros e argentinos premiados.



Gostou do charme com tranquilidade do hotel somados a sua excelente localização?


O Point te leva pra lá, basta clicar aqui que lhe daremos todas dicas e informações necessárias para se hospedar no Jardin Escondido.


App do Cerro Castor!

Para quem gosta de estar conectado no seu smartphone e curte estar sempre por entro das novidades hi-tech, informamos que a temporada de neve também tem suas tecnologias.

Para quem tem planos de ir para Ushuaia e curtir alguns dias de ski e snowboard por lá a novidade é que o Cerro Castor, estação de ski de Ushuaia (AR), acaba de disponibilizar o Aplicativo do Cerro Castor para smartphones.

Visual do aplicativo no celular

O download do aplicativo poderá ser feito em sistemas iOS de Iphone através da Apple Store ou em smartphones com Android. O aplicativo vem cheio de novidades super úteis para quem está na montanha, tais como: fazer um perfil de usuário que permitira que seja feito um monitoramento de todas as pistas e rotas feitas enquanto você esquia ou anda de snowboard; adicionar contatos; conectar-se diretamente às redes sociais, tirar geophotos com realidade aumentada; além de fornecer informações sempre atualizadas sobre a qualidade da neve, estado das pistas, meios de elevação, clima e mapas de pistas do Cerro Castor com os POI’s (points of interest – pontos de interesse)

Em caso de emergências (nunca se sabe e é melhor ser prevenido) o aplicativo estará sincronizado com um GPS que fornecerá a sua localização no caso de necessitarem algum resgate ou buscas pela montanha.

O melhor de tudo é que o download é FREE!

Curta Santiago e seus restaurantes!

Via “Curta Santiago

Primeiramente, definir a culinária chilena nao é muito difícil pelo fato dela não ser muito criativa e ficar longe da italiana e francesa, sem dúvida, as mais internacionais das culinárias. 

O chileno no seu dia a dia alimenta-se de uma carne – vaca, porco, frango e peixe – mais um acompanhamento, normalmente a base de batata: frita, salteada, duquesa, chaucha, hillo e purê, as vezes acompanhado de uma salada,principalmente a chamada chilena(tomate com cebola roxa).

Bom também lembrar que no Chile é comum os restaurantes oferecerem um pão com mantega, algum tipo de molho,o pebre é o mais típíco, diria que um upgrade do nosso vinagrete, totalmente grátis, podendo ser uma excelente opcão para substituir qualquer tipo de entrada e baratear o custo final da refeição.A maioria dos pratos nao inclui acompanhamento, estando as opções relacionadas no cardápio.

Refeições em Santiago não são as mais baratas. O preco médio gira em torno de US$ 20,00 o prato para uma pessoa. Quando agregamos uma bebida, refrigerante, agua, vinho, suco, o preco médio por pessoa gira em torno de US$ 30 a US$ 40,00.

A pedidos da galera do Point da Neve, listamos algumas indicações de bons restaurantes divididos em 3 grupos: top (famoso por preço e qualidade), médio(que vale a pena pela comida ou ambiente) e os que são mais em conta (tradicionais e pouco conhecidos pelo turista brasileiro).

TOP: 

1 – OSAKA: Localizado no luxuoso e contemporâneo Hotel W, é considerado um dos melhores de Santiago de comida japonesa,inspirado também na comida tailandesa e com sotaque peruano.

www.starwoodhotels.com/whotels/property/dining/attraction_detail.html?propertyID=1979&attractionId=1003956615

Região: Las Condes.

2 – OX: Com um ambiente moderno, o OX é considerado o melhor de carne,especializado em cortes finos.Localizado na Av. Nueva Costanera, em frente ao Porto Fuy.

www.ox.cl

Região: Vitacura.

MÉDIO: 

1 – EL MESTIZO: Cardápio internacional,ambiente descontraído e sofisticado,localizacão privilegiada,dentro de um dos parques mas bonitos da cidade,próximo aos lugares que concentram as maiores atrações da cidade.Possui cardápio em português.

www.mestizorestaurant.cl

Região: Vitacura.

2 – LE DUE TORRI: Comida internacional com um sotaque italiano, boa relacão custo benefício, ao lado do Teatro Municipal e um dos mais tradicionais do gênero da cidade.

Região: Centro(ao lado do Teatro Municipal),Las Condes e Vitacura(Borde Río).

MAIS EM CONTA: 

1 – ELADIO: Especializado em carne, uma das melhores relacões custo/benefício do gênero.

www.eladio.cl

Região: Providencia (um deles localizado no mesmo edifício do restaurante Giratório) e no Bairro Bellavista. 

2 – LIGURIA: Existem três filiais,todas em Providencia,muito bom o lugar,diria que é o que mais se assemelha a um boteco no Brasil e possui uma comida razoável e um ambiente bem democrático com uma decoracão interessante. Vale a pena conhecer a matriz em Manuel Montt na Av.Providencia.

www.liguria.cl

Região: Providencia. Fica a dica!

Comer BEM em Bariloche!

Quando se vai para destinos turísticos famosos e badalados, tais como Bariloche, o que não faltam para turistas desavisados é “furadas”, como restaurantes com uma fachada ótima, preços abusivos e comidas, hmm…. digamos que sem graça!

Deixamos aqui para vocês algumas dicas de restaurantes que VALEM A PENA em Bariloche, seja pelo preço, ou se não é pelo preço, pelo menos refeições que valem o preço que estão cobrando.

BOM E BARATO:

“El Boliche de Alberto”

Esse “boliche” é um restaurante que serve massas e/ou parrilas, depende da unidade do restaurante que você for. Existem 4 deles na cidade de San Carlos de Bariloche. O preço? Uma pechincha (ainda mais se comparado ao restante, pratos de massa deliciosas por $30 argentinos). A comida? De primeiríssima, as massa são ótimas e os cortes argentinos dispensam comentários não é mesmo?
Mas, como nem tudo são rosas… com essa qualidade e esse preço você pode se deparar com filas para conseguir uma mesa no “De Alberto”.




TRADICIONAL:


“Chez Philippe Restaurant”

Esse é mais um restaurante famoso, mas daqueles que valem a pena!
Com uma cozinha francesa e servindo como especialidade fondue de queijo, trutas e trufas. O Chez Philippe é famoso pelo seu fondue que é o  mais concorrido de San Carlos de Bariloche.
Se você quer ir, ligue e faça reservas ou chegue cedo, pois é mais um dos restaurantes que você corre o risco de ficar na rua esperando por uma mesa… mas a espera vale a pena!





GOURMET:

Weiss

O Ahumadero Weiis tem “el verdadero sabor en ahumados Patagónicos”, segundo eles.
É uma ótima opção para quem quer comer bem e além de tudo tomar uma boaaa cerveja artesanal, já que eles fabricam e vendem a própria cerveja Weiss no local.
Os pratos são feitos com truta, salmão, cervo, javali, queijos e doces… tudo no maior estilo e tradição patagônico! Afinal eles estão no mercado há 35 anos.
Se você não quiser sentar ali para comer, pode comprar e levas os produtos para casa! Vale uma passada para sentir o gostinho da Patagônia…






Agora é só se deliciar…


Checklist para skiweek

Vai chegando a hora da viagem e a gente acaba se enrolando até o último minuto para arrumar tudo (a gente sempre achar que vai ser mais simples do que realmente é e vai achar tudo rapidinho), e nessa correria da arrumação S-E-M-P-R-E acabamos esquecendo de coisas essenciais para a nossa skiweek - tipo os goggles, remédio, algum documento, a chave Philips para ajustar as bindings, etc.

Só sabemos é que coisas para esquecer em uma snowtrip é o que não falta, afinal são 1830235 coisinhas que a gente realmente precisa na montanha para evitar perrengues.

… pensando nisso e para ajudar vocês (principalmente os de primeira viagem), vamos fazer uma lista dividida em categorias com o que levar, o que fazer, o que não esquecer.

NUNCA (é, eu falei NUNCA) ESQUECER:

- Para neve:

> Prancha, bindings (presilhas), botas / ski, botas de ski (compre um case/ sarcófago para carregar sua prancha)
> Jaqueta térmica, ou corta-vento, ou levezinha (depende da temperatura e época do ano)
> Fleece (roupas de tecido fleece/polar)
> Goggles (óculos escuros se você não tiver goggles e nem quiser investir em um)
> Meias e roupa de baixo (na neve você vai agradecer por estar usando meias térmicas e calças e blusas de algodão por baixo de toda roupa)
> Luvas (térmicas e impermeáveis para a neve, por favor)
> Touca (se você for mulher e quiser um visual mais feminino aquelas faixas de fleece servem se não estiver tão frio) ou capacete
> Lenço e neckwarmer (lenço é para cobrir o pescoço e a boca eventualmente e o neck warmer pode ser de fleece)
> Mochila, pá, raquetes de neve, primeiros socorros, etc… (isso se você for se arriscar nos foras de pista longe dos olhos de todo mundo fazendo caminhadas)


Snowboarder pronto pra montanha com touca, goggles,
 neckwarmer, jaqueta corta-vento e prancha.


- Para fora da neve:

> Biquíni, calção, sunga, etc… (provavelmente você vai para algum lugar que tenha hottub para relaxar depois de um dia inteiro de ski)
> Roupa para sair a noite (veja se tem boates ou bares na estação de esqui, provavelmente tenha e é animada)
> Calça e moleton para “ficar em casa” 
> Casaco de inverno (para poder sair na rua e dar um descanso no de neve)
> UGGs (aquelas botinhas que não são tão bonitas mas são perfeitas para caminhar na neve dentro da cidade)


Ugg Boots


- Para higiene e vaidade:

> Escova e creme dental
> Barbeador
> Shampoo e condicionador

> Desodorante e perfume
> Escova de cabelo e secador (chapinha dependendo do grau de vaidade na montanha)

> Toalhas
> Protetor solar (sim, é essencial para não tomar um torrão, e mesmo assim você vai ficar vermelho) e labial (impossível ficar 1 semana na montanha sem uma manteiga de cacau)
> Removedor de maquiagem
> Cremes hidratantes (você vai usar muito, principalmente para mãos e rosto)
> Remédios (para resfriado, febre, dores do corpo… coisas básicas que podem acontecer)
> Elástico para prender o cabelo (cabelos longos na neve e com vento é uma bagunça sem tamanho)

- Teconologia e entretenimento:

> Celular (confira com a sua operadora a cobertura internacional para não levar um susto na hora de pagar a conta por utilizar 3G sem querer no exterior)
> Câmera de foto, GoPro, vídeo, etc + carregadores e fios (depois de um longo dia na neve com muitos vídeos e fotos da galera é legal rever naquela hora mais relax)
> Ipod (ninguém vive sem na montanha) e o amplificador (salva um pré night no quarto do hotel)
> Adaptador para as tomadas (sempre são diferentes das da nossa casa)
> DVDs, livros, revistas (em algum momento eles são bem-vindos)

- Documentos:

> Passaporte / identidade
> Carteira de estudante (para eventuais descontos nos lifts entre outros)
> Passe dos lifts (caso já tenha comprado antes ou para vários dias). Se você comprou para vários dias lembre-se que deve prender na roupa que vai se usar TODOS os dias, ou seja, na calça ou jaqueta.
> Cartões de crédito internacionais e dinheiro em espécie sempre para alguma emergência ou eventualidade
> Endereços do hotel, lodge, casa com telefones úteis

…. e lembre-se: SEMPRE confira a previsão do tempo uns dias antes para não errar a roupa e sofrer com frio ou calor na montanha!

Boa skiweek e qualquer dúvida é só procurar o Point!

A tradição da Marmota

Boas notícias para a galera da neve: o inverno no hemisfério norte terá mais 6 semanas!
Pelo menos foi o que previu a marmota Phil, moradora do estado da Pensilvânia nos EUA.
A tradição da marmota, que já dura 123 anos, diz que se ao sair da toca pelo amanhecer Phil enxergar sua própria sombra, então o inverno ainda continuará por 6 semanas.
Esta foi a 97ª vez que Phil viu sua sombra!
Se você quiser aproveitar uma destas semanas na neve, o Point indica os Resorts do ClubMed na Europa (dos quais somos experts!).

(Fotos: Reuters)